Germinal – Educação e Trabalho

Soluções criativas em Educação, Educação Profissional e Gestão do Conhecimento

Biocana promove formatura do Programa Jovem Aprendiz Rural 11 de dezembro de 2012

20121207110728vWSVz9IHXk

O site da Biocana, divulga  a seguinte nótícia sobre o Aprendiz Rural, programa desenvolvido pela Germinal Consultoria para o SENAR de São Paulo.

Premiado, o Programa de Responsabilidade Social que é voltado para a qualificação profissional de estudantes com idades entre 14 e 18 anos forma novas turmas no dia 13 de dezembro

A escassez de mão de obra treinada e qualificada fez com que a Biocana (Associação de Produtores de Açúcar, Etanol e Energia) investisse, em 2008, na formação de jovens aprendizes rurais.

Na época, uma parceria com o SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) e o Sindicato Rural Patronal de Catanduva, SP, culminou na implantação do Programa Jovem Aprendiz Rural. Atualmente, após cinco anos, já são oito turmas e mais de 250 concluintes do curso. No próximo dia 13 de dezembro, outros 65 estudantes com idades entre 14 e 18 anos incompletos irão receber os certificados de conclusão do curso.

O Programa Jovem Aprendiz Rural criado pelo Governo Federal visa proporcionar ao jovem a educação profissional, básica e genérica necessária para o mercado de trabalho, em todas as atividades produtivas do meio rural, complementadas com o desenvolvimento das competências de empreendedorismo.

Como consequência permitirá realizar suas atividades de maneira a aumentar a produtividade, rentabilidade e competitividade do setor agroindustrial. São mais de 20 oficinas aplicadas. Além dos filhos de colaboradores das usinas associadas à Biocana, jovens de comunidades da região noroeste também integram as turmas.

A experiência do Programa também foi retratada no Livro ‘Vida de Instrutor’, do SENAR, onde a instrutora, Cláudia Bedaque Mugayar, relata a visita a um lar de idosos juntamente com o grupo de alunos. O case foi o único selecionado em todo o Estado de São Paulo para compor o material.

Para a diretora-presidente da Biocana, Leila Alencar Monteiro de Souza, o alcance social de iniciativas como esta é imenso. “Os resultados são surpreendentes. O Jovem Aprendiz Rural proporciona bem mais que a possibilidade de um futuro emprego através do aprendizado técnico, mas principalmente, auxilia na formação humana; um diferencial que reflete positivamente na carreira destes cidadãos. E formar pessoas é um dos pilares da entidade”, enfatiza.

Ao longo do curso, os estudantes aprendem sobre ação comunitária, oficinas sobre ética e cidadania; marketing e comercialização; promoção da saúde, comunicação oral e escrita. O programa também aborda técnicas de agropecuária, recuperação de áreas degradadas, manutenção de propriedade agrícola e gestão de recursos humanos.

Além destas, outras atividades monitoradas são realizadas por empresas parcerias da Biocana. Um exemplo foi a apresentação da Uniodonto sobre higiene bucal com posterior exames visando à prevenção de doenças. Este ano, o Programa também proporcionou ciclo de palestras feitas pela Unimed sobre correção postural, tabagismo, patologias, primeiros socorros, além de visitas às usinas que integram o Jovem Aprendiz Rural, ocasião em que foram abordados temas como alimentação saudável, mercado de trabalho, entre outros.

 

Aprendiz Rural 3 de maio de 2012

 

 

Para saber realmente sobre o programa clique aqui.

 

Programa “Jovem Aprendiz Rural” inicia turma em Sertãozinho 6 de abril de 2012

03/04/2012 – 11:53h

 Autoridades municipais estiveram presentes na aula inaugural do programaAutoridades municipais estiveram presentes na aula inaugural do programa

Aula inaugural aconteceu nesta terça-feira

Lívia Palmieri
Com nova parceria, o programa “Jovem Aprendiz Rural” atende desde segunda-feira (02)  35 jovens da EMEF “Profª Marilena Arantes Meneghini” – CAIC e das Escolas Estaduais “Profª Maria Conceição Magon” e “Profª Anna Passamonte Balardin”. A aula inaugural aconteceu na tarde desta terça-feira (03), na Escola de Educação Ambiental “Clóvis Badelotti”, no Parque Ecológico “Gustavo Simioni”.
Para Nério, a administração tem uma grande parcela de responsabilidade na educação dos jovens da cidade. “Vocês vão ter uma oportunidade de descobrir um mundo diferente e vão ver como é bom lidar com a natureza, com respeito e preservação”, incentivou o prefeito Nério Costa.
O programa já formou duas turmas no distrito de Cruz das Posses, em parceria entre  Prefeitura Municipal, o Sindicato Rural e a Usina Albertina. Agora, com a Destilaria Santa Inês como parceira, o curso deu início a primeira turma em Sertãozinho.
“É uma satisfação muito grande de nossa escola poder recebê-los”, deu as boas vindas a Diretora do Departamento de Educação Ambiental e responsável pela escola “Clóvis Badeloti”, Anna Paula Favaretto.
Para receber os alunos, estiveram presentes, além do prefeito Nério Costa, os parceiros Juliano Henrique Bernardi, representante do Sindicato Rural, e a diretora da Destilaria Santa Inês, Cláudia Tonielo.
“Vocês têm uma oportunidade que poucos tiveram. Esse curso serve para mostrar como se portar no dia a dia. É voltado para a agricultura, mas é especialmente feito para formar cidadãos”, disse Bernardi aos alunos.
Segundo Cláudia Tonielo, a Viralcool em Viradouro, outra empresa do Grupo, está com duas turmas de 35 alunos do “Jovem Aprendiz Rural”. “Essa oportunidade é singular. Vocês são meninos de sorte. Desejo que vocês aproveitem o curso e que, mais pra frente, aproveitem em seus currículos e na vida”, pontua a empresária.
A secretária de Educação e Cultura, Maria Dirma Bononi Francisco, afirmou que o poder público tem a preocupação de formar cidadãos com valores e isso está presente em programas como o “Jovem Aprendiz Rural”. “Uma parceria como esta dignifica qualquer poder executivo”, afirma a secretária.
De acordo com a estudante Carla Hereman Lopes de 14 anos, os adolescentes que estão envolvidos com o projeto estão pensando no futuro e apostando as fichas neste curso, declarou a jovem que pretende fazer faculdade de Química

 

Agregando valor 8 de novembro de 2011

Como sabem os que acompanham este blog, o Programa Jovem Aprendiz Rural foi criado pela Germinal Consultoria para o SENAR de São Paulo. O currículo do Programa é composto por oficinas articuladas por projetos. O principal projeto, que é  articulador de todo o currículo é o “Tornar uma área produtiva de forma sustentável”. O projeto está dividido em cinco partes: planejar a produção agropecuária, plantar culturas diversas e preparar as instalações para a criação de animais, manejar a área de cultivo e a criação de animais, manejo integrado e colheita e, por fim, agregar valor e comercializar produtos.

Os leitores também sabem que, na Oficina de Informática, os alunos são incentivados a criar  um blog como forma de inclusão digital, prática de registro das atividades e de escrita e meio de divulgação de suas atividades.

É através de fotos publicadas em um desses blogs, o da turma de 2011 do Jovem Aprendiz Rural de Lençóis Paulista (SP), que ficamos sabendo dos resultados dessa parte do projeto, em Lençóis. As fotos já incluídas e as que se seguem permitem constatar como essa parte do projeto foi bem desenvolvida pela turma de 2011.

Parabéns aos jovens aprendizes de Lençóis Paulista!

 

Abertas as inscrições para o ‘Jovem Aprendiz Rural’ 4 de novembro de 2011

O Jornal Cruzeiro do Sul de Itapetininga (São Paulo) publicou a seguinte notícia sobre o Jovem Aprendiz Rural, programa desenvolvido pela Germinal Consultoria para o SENAR/SP:

Jovens com idades entre 15 e menos de 18 anos já podem se inscrever para o programa ‘Jovem Aprendiz Rural 2012’, que começará em março do ano que vem em Itapetininga. As inscrições vão até dezembro. Ao todo, são 35 vagas e será dada preferência aos interessados que residam nos bairros Jardim Monte Santo e Chapada Grande. No Estado de São Paulo, mais de 70 cidades realizam o Programa Jovem Aprendiz Rural. Em Itapetininga, a ação socioprofissional é promovida por meio de uma parceria entre o Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), Sindicato Rural de Itapetininga e a Associação Anália Franco.

O curso tem duração de 600 horas/aula, divididas em 150 dias. O objetivo do programa é oferecer educação profissional ao jovem aprendiz, capacitando-o ao mercado de trabalho rural. No conteúdo programático, constam os seguintes tópicos: projeto de ação comunitária, oficinas de ética e cidadania, promoção à saúde, comunicação oral e escrita, projeto profissional, atendimento ao cliente, trabalho em equipe, tecnologia da informação, projeto articulador de tornar sustentável uma área produtiva, empreendimento agrícola e estudos de gestão de recursos humanos, entre outros.

 

Reflorestamento é tema de aula prática 2 de novembro de 2011

O Portal BIOcana, de Catanduva (SP), publicou a seguinte notícia sobre o Jovem Aprendiz Rural, programa desenvolvido pela Germinal Consultoria para o SENAR de São Paulo.

 

Atividade envolveu estudantes da região que integram o Projeto Jovem Aprendiz Rural  

A preservação e recuperação dos recursos naturais foram temas de uma aula prática em uma das oficinas do projeto Jovem Aprendiz Rural. Os 55 alunos do projeto puderam comprovar no campo o que é transmitido pelos professores na sala de aula. Os estudantes saíram de Pindorama e foram até o município de Santa Adélia conhecer a nascente do rio São Domingos, que fica em uma das propriedades da usina Colombo. A empresa já desenvolve um amplo trabalhado de preservação da nascente deste importante recurso hídrico. Lá, os participantes fizeram o plantio de cerca de duzentas mudas próprias para o reflorestamento.

A iniciativa fez parte da disciplina “Recuperação de Áreas Degradadas”, ministrada durante o curso. Para uma das instrutoras, ações como esta trazem sempre resultados positivos. “Em campo, os jovens puderam saber qual é o espaçamento ideal entre as árvores, quais espécies devem ser plantadas e o tempo que elas levam para crescer. Além disso, eles conheceram um belo projeto de conservação ecológica, o que vai ajudar em outras disciplinas que tratam da responsabilidade ambiental das empresas”, afirmou Cláudia Mugayar

Para ler a notícia na íntegra, clique aqui.

 

Beneficiários do “Ação Jovem” encontram oportunidades no Campo 21 de outubro de 2011

O site da Secretaria de Desenvolvimento Social do governo do Estado de São Paulo veicula a seguinte notícia sobre o Programa Jovem Aprendiz Rural:

Plantar, colher, lidar com animais. Até parece tarefa fácil, mas faz parte das disciplinas do curso Jovem Aprendiz Rural, oferecido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) aos beneficiários do programa Ação Jovem da região de Bauru. No município de Agudos, o curso é oferecido em parceria com a prefeitura, com o Sindicato Rural de Bauru e o Seminário Santo Antônio (…)

Para ler a íntegra da notícia, clique  aqui.

 

PRODUÇÃO DE HUMOS – MINHOCÁRIO 8 de setembro de 2011

Uma das propostas da Oficina de Tecnologia da Informação do Programa Jovem Aprendiz Rural é a criação de um  blog para cada turma de aprendizes. O Manual do instrutor e do participante do Programa deixa em aberto qual deve ser o conteúdo do blog e a forma como os alunos devem participar de sua construção.

O Programa Jovem Aprendiz Rural de Ribeirão Bonito (SP) desenvolveu uma proposta interessante de conteúdo e de forma de participação dos alunos. Cada aluno relata e ilustra o desenvolvimento de unidades temáticas do curso. Para exemplificar, reproduzimos o relato e as ilustrações do aluno Clemerson sobre a produção de humos. Relatos e ilustrações sobre outras unidades do curso podem ser encontradas clicando aqui.

PRODUÇÃO DE HUMOS– MINHOCÁRIO – ÁREA EXPERIMENTAL – PROGRAMA JOVEM APRENDIZ RURAL – 2011 – (Clemerson)

O nosso minhocário foi feito em forma retangular de bambu no chão, com medidas 1×2 metros. Foi utilizado somente bambu e arame para construí-lo.
Depois de pronto o minhocário colocamos esterco e molhamos e colocamos minhocas do tipo Califórnia para que elas começassem a produzir humos.
O humos é uma espécie de adubo orgânico. Você poderá produzi-lo para uso na sua produção agrícola particular ou para comercializar.
As minhocas são encontradas nas Cooperativas Agrícolas. Você poderá comprá-las para recriar ou vender. Caso não conte com a possibilidade de ter as minhocas, poderá iniciar uma produção com os ovos das próprias minhocas.
Postado por Jovem Aprendiz às 06:02
 

As tardes de chuva e sol 21 de junho de 2011

Fiz a inscrição porque queria ganhar conhecimento. Queria também fazer para depois do curso conseguir algum trabalho. Mas não sabia que lá me aguardava amigos e irmãos que se tornaram parte de minha vida.

Os puxões de orelha, as cobranças e as exigências dos instrutores até agora contribuiu para eu ser uma pessoa melhor e com mais conhecimento.

Estou há espera do que eu irei aprender mais. No primeiro dia foi muito divertido e ao mesmo tempo tenso. Não conhecíamos todos e a vergonha bateu.

Ao passar dos dias fomos nos tornando “sem-vergonha” como a Solange diz. Ela nos quer sem-vergonha no sentido de não ser tímido.

As brincadeiras vão ficar guardadas. Foram muitas e muitas. Sempre nos alegrando, mas com o intuito de nós aprendermos algo por trás da brincadeira. Foram o nó humano, os escravos de Jô, escape e outras.

Fizemos muitas apresentações, sempre acontecia alguma coisa e todos riam, era bom para o grupo que apresentava, para não ficarem com vergonha. Cada apresentação, cada trabalho feito era uma superação. Todos nunca imaginaram que poderíamos fazer certas coisas.

(continua)

Os parágrafos anteriores constituem o início de um texto de Marieli Silva, aluna do Programa Jovem Aprendiz Rural de São Manuel (São Paulo). O Programa Jovem Aprendiz Rural foi desenvolvido pela Germinal Consultoria para o SENAR de São Paulo. O texto foi publicada no blog da turma e pode ser lido na íntegra clicando aqui.  O link remete a outros textos interessantes da mesma turma, publicados no mesmo blog. A edição do blog é uma proposta que é feita na Oficina de Informática do Programa.

 

Alunos do programa Jovem Aprendiz Rural têm aula de informática 6 de junho de 2011

O Jornal Cruzeiro do Sul veiculou a seguinte notícia sobre o Programa Jovem Aprendiz Rural:

Os 34 alunos do programa Jovem Aprendiz Rural, que acontece na sede da Associação Anália Franco (rua Pedro Soares, 57, Chapara Grande – Itapetininga), tiveram, durante uma semana, aulas de informática aplicada à agropecuária, além de aprenderem como desenvolver uma revista eletrônica e um blog. O instrutor foi o especialista em TI Paulo Fabiano, da empresa Tecle Certo Informática.O programa Jovem Aprendiz Rural é promovido por meio de uma parceria entre o Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), Sindicato Rural de Itapetininga e a Associação Anália Franco. Recentemente, Amauri Elias Xavier e José Boletini (foto), respectivamente, presidente do Sindicato Rural de Itapetininga e coordenador do Senar local, visitaram o grupo.Tanto o curso quanto a alimentação e o transporte oferecido aos alunos são de graça. O programa será desenvolvido em módulos, com oficinas temáticas. Há, ainda, muita atividade prática, como o Terreno Experimental – uma simulação onde os participantes administrarão uma área, com o objetivo de torná-la autossustentável, mas respeitando o meio ambiente.Um dos aspectos mais valiosos do Jovem Aprendiz Rural é aproximar a teoria da realidade. Para isso, na Associação Anália Franco, foi montado um terreno experimental com 3000 metros quadrados, onde os alunos vivenciaram situações iguais às encontradas quando se administra uma pequena propriedade rural.

O Programa Jovem Aprendiz Rural foi desenvolvido pela Germinal Consultoria para o SENAR de São Paulo.
 

 
%d blogueiros gostam disto: